Carregando...Técnica Minimamente Invasiva para Implante Peniano

Técnica Minimamente Invasiva para Implante Peniano

Técnica Minimamente Invasiva para Implante Peniano. O implante implante peniano pode, muitas vezes, parecer um procedimento complicado e até mesmo difícil para o paciente. O fato de estar diretamente ligado ao pênis, pode provocar certa desconfiança, insegurança e medo do procedimento.

No entanto, a Técnica Minimamente Invasiva para Implante Peniano é o procedimento cirúrgico mais moderno para o implante inflável, também conhecido com “de três volumes”. Esse método foi desenvolvido para minimizar a incidência as complicações mais comuns desta cirurgia, como hematomas, inchaço excessivo e infecções na ferida operatória, além de proporcionar melhores resultados estéticos e um menor tempo de cirurgia. Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre a técnica.

Técnica Minimamente Invasiva para Implante Peniano

Os três componentes da prótese são implantados por uma única incisão de aproximadamente 3 cm realizada na região pubiana, acima do pênis. A pele nesse local tem boa cicatrização (melhor que a da região escrotal utilizada em outras técnicas), e a cicatriz torna-se muito discreta, pois acaba com o tempo recoberta por pelos.

Essa abordagem reduz a manipulação da região escrotal durante a cirurgia, medida que diminui o temido risco de infecção da prótese, no pós-operatório.

Com a Técnica Minimamente Invasiva para Implante Peniano, o cirurgião consegue bom acesso para implantar com segurança os três componentes, facilitando principalmente a colocação do reservatório na região pélvica, próximo à bexiga.

Cuidados Antes da Cirurgia

Carregando...

Todos os candidatos devem ser submetidos a um preparo pré-operatório que inclui exames laboratoriais, exames cardiológicos e avaliação pré-anestésica. Pacientes diabéticos são encorajados a realizar uma avaliação endocrinológica, visando controlar os níveis de glicemia.

O teste de ereção induzida pode ser incluído na programação pré-operatória, principalmente se houver referência de curvatura no pênis.

Quando o procedimento estiver agendado, o paciente receberá orientações de tempo de jejum, cuidados especiais de higiene, medicamentos permitidos e proibidos antes da cirurgia, além da documentação necessária para a internação.

O Procedimento Cirúrgico

A Técnica Minimamente Invasiva para Implante Peniano é realizada no ambiente hospitalar em condições estéreis, com o paciente submetido a anestesia espinhal (raqui-anestesia) ou geral.

A duração pode variar entre 1 ou 2 horas, e o tempo de internação é curto (habitualmente não ultrapassando 24 horas).

Cuidados rigorosos de prevenção de infecção são seguidos para o manuseio do instrumental e preparo da equipe. Durante a anestesia, o paciente recebe antibióticos específicos na via venosa, a tricotomia (raspagem dos pelos) é realizada no centro cirúrgico com técnica adequada, e a pele da região operada é lavada com solução antisséptica por 15 minutos.

O Procedimento Segue os Seguintes Passos:

  1. Uma incisão é feita logo acima da base do pênis (acesso infrapúbico);
  2. Instrumentos especiais são usados para abrir os corpos cavernosos e promover sua dilatação;
  3. Uma solução rica em antibióticos é infundida no interior dos corpos cavernosos e usada para irrigação de todos os componentes do Implante;
  4. Os cilindros são inseridos no interior dos corpos cavernosos e neste momento técnicas para correção de curvatura podem ser realizadas, caso necessário;
  5. O reservatório de fluído é implantado na pelve ou abaixo dos músculos abdominais, e a bomba de acionamento é colocada na bolsa escrotal entre os testículos;
  6. Com a prótese adequadamente posicionada e funcionando perfeitamente, um pequeno dreno de pressão negativa é colocado (geralmente retirado antes de 12 horas), e a incisão é fechada.

Período Pós-Operatório e Recuperação

O paciente deve manter o uso de antimicrobianos pelo tempo sugerido para cada caso, e a indicação de analgésicos e anti-inflamatórios vai depender do limiar de dor e resposta inflamatória de cada paciente.

É esperado algum desconforto, principalmente nos primeiros dias, mas a adaptação geralmente é rápida. Medidas simples como cueca justa e compressas geladas ajudam a trazer conforto.

Um leve inchaço é esperado e se resolve nas primeiras semanas. Neste período, o paciente deve evitar os esforços, fazendo repouso relativo. O retorno médico já pode ocorrer na primeira semana pós cirurgia, e por volta da quarta semana, o paciente é encorajado a iniciar a utilização do implante.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

Artigo Publicado em: 17 de fevereiro de 2019 e Atualizado em: 11 de fevereiro de 2022

O Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

Informações Relevantes, Compartilhe:
Agende uma Consulta