Carregando...Tomando Viagra

Viagra (ou Azulzinho) – Tire Suas Dúvidas Aqui!

Utilizado por muitos homens como uma solução rápida para o problema de ereção, o viagra é um medicamento vasodilatador que requer muita atenção. Por ser vendido livremente em farmácias, muitas vezes, seu uso acaba sendo feito sem acompanhamento médico.

No entanto, quando utilizado de forma errada ou sem necessidade pode causar diversos efeitos indesejados. Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre o viagra, tirando suas dúvidas aqui.

O Viagra

Conhecido popularmente como azulzinho, o viagra é um medicamento utilizado pela população masculina que precisa de uma ajudinha na hora de melhorar seu desempenho sexual.

A pílula atua diretamente na dilatação dos vasos responsáveis pela ereção nos cavernosos do pênis. O citrato de sildenafila, como é nomeado cientificamente, pode ficar presente no organismo até 8 horas após sua ingestão, no entanto, isso não significa que o pênis irá permanecer ereto por todo esse tempo.

Tomando Viagra

No Brasil dispomos de comprimidos de 50mg, a dose deve ser ajustado da acordo com a demanda e orientação do médico.

Assim como outros medicamentos, o viagra possui algumas contraindicações sobre seu uso. Uma das mais importantes é que o fármaco não deve ser utilizado por homens que fazem uso de remédios para condições cardíacas que contenham em sua composição óxido nítrico, nitratos ou nitritos orgânicos, uma vez que combinados podem gerar quadros de grave diminuição da pressão arterial.

Efeitos Colaterais do Viagra

Pessoas que ingerem o viagra de forma recreativa, ou seja, sem prescrição médica, devem estar atentas aos possíveis efeitos colaterais que o uso dessa pílula pode causar no organismo. Entre as principais queixas, podemos citar:

  • Dores de cabeça;
  • Visão turva;
  • Má digestão;
  • Aceleração cardíaca ou palpitações;
  • Vermelhidão na pele;
  • Sensibilidade aumentada à luz;
  • Priapismo.

Além disso, o uso deve ser interrompido imediatamente em caso do aparecimento de sintomas como dor no peito, falta de ar, sudorese excessiva, náuseas, ereção dolorosa, zumbidos no ouvido, convulsões e até mesmo sensação de tontura e desmaios.

Uso em Excesso

Apesar de muitos médicos alertarem para um possível ciclo vicioso que pode se instalar naqueles que utilizam essas substâncias para uso recreativo, ou seja, não apresentam condições que justifiquem o tratamento, muitos homens não se preocupam ou conhecem esse risco.

Como esses medicamentos são considerados de venda livre, ou seja, sem a necessidade de receita médica prescrita por um médico, uma grande parte da população masculina adquire esse produto a fim de utilizá-lo apenas por insegurança ou para potencializar a ereção durante a relação sexual. Consulte seu urologista de confiança antes de utilizar este medicamento, para evitar complicações maiores.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

O Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

Informações Relevantes, Compartilhe:
Agende uma Consulta