//
Carregando...Cirurgia para Disfunção Erétil

Existe Cirurgia para Disfunção Erétil?

Spread the love

Cirurgia para Disfunção Erétil. Apesar de ser muito mais comum do que se imagina, a disfunção erétil é uma das condições que mais assustam o homem. O medo do diagnóstico ou a vergonha de expor essa situação para outras pessoas acaba atrasando a descoberta do problema e evitando o tratamento correto da DE.

Pacientes que sofrem com quadros prejudiciais à ereção peniana e buscam ajuda de um profissional podem se deparar com diversos meios de tratamento. Medicamentos orais, de aplicação diretamente dentro do pênis, terapias e até mesmo procedimentos cirúrgicos. Continue a leitura deste arquivo e conheça mais sobre a cirurgia para disfunção erétil.

A Disfunção Erétil

Disfunção erétil, também conhecida como impotência sexual, é um tipo de desordem sexual caracterizada pela falta ou dificuldade em manter uma ereção rígida o suficiente para a penetração durante o ato sexual.

Quadros de disfunção erétil podem ser mais comuns em homens com mais de 60 anos, embora o envelhecimento não seja a principal causa. Em quase 75% dos casos de Disfunção Erétil há uma causa física por trás. No entanto, isso não quer dizer que a condição não afete outras faixas etárias.

Principais Causas da Disfunção Erétil

A disfunção erétil é uma condição que pode ser desencadeada por diversos motivos. Essa origem pode ter causas de natureza física ou psicológica que geralmente podem ser tratadas com o auxílio de um médico urologista de sua confiança.

Insatisfeito com seu Desempenho Sexual?
Agende Hoje mesmo uma Consulta com Urologista.

Entre as causas mais comuns de disfunção erétil, podemos citar o estresse, preocupações do dia-a-dia, ansiedade, depressão, quadros de diabetes, envelhecimento natural, hipertensão arterial, doenças neurológicas como a esclerose múltipla, doenças crônicas como o hipotireoidismo, casos de câncer de próstata, abuso de álcool e drogas como o cigarro.

Tratamentos Para a Disfunção Erétil

As opções terapêuticas adotadas em quadros de DE podem variar de acordo com a causa, quadro clínico do paciente e grau da disfunção. Por isso, o primeiro passo deve ser a investigação do fator desencadeante da condição e não o uso de fármacos que induzem a ereção, como o viagra.

Quando não controlada por meios convencionais, a cirurgia para tratar a disfunção erétil é um caminho a se pensar.

Cirurgia Para Disfunção Erétil

A cirurgia para a disfunção erétil é realizada por meio do implante de uma prótese peniana por meio cirúrgico. A prótese peniana nada mais é do que um dispositivo cilíndrico colocado no interior dos corpos cavernosos, localizados dentro do pênis, que tem como função reproduzir o estado de ereção do órgão quando o homem enfrenta quadros de disfunção erétil grave.

Realizada por meio cirúrgico, a inserção da prótese dura cerca de 90 minutos, de recuperação relativamente rápida, uma vez que o homem já pode em 4 a 6 semanas voltar a ter relações sexuais com penetração.

Tipos de Prótese

Antes de escolher realizar – ou não – a cirurgia para disfunção erétil, seu médico deverá apresentar todos os tipos de prótese peniana disponíveis no mercado, para que juntos, decidam qual delas se enquadra melhor no seu caso. Podemos dizer que existem dois tipos principais de implantes, sendo eles:

  • Implante Maleável – Instalado cirurgicamente, este implante consiste em duas hastes maleáveis ​​(e flexíveis).
  • Implante Inflável – Trata-se da evolução dos implantes maleáveis, exige técnica cirúrgica mais refinada e complexa.

Vale lembrar que ambas as opções podem ser recomendadas em casos onde o paciente não conseguiu obter resultados satisfatórios com o uso de medicamentos e outras terapias que visam tratar a disfunção erétil. Continue navegando em nosso blog para saber mais sobre a disfunção erétil e o implante de prótese peniana.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

O Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

Agende uma Consulta