Carregando...Cigarro Causa Impotência Sexual?

Por que o Cigarro Causa Impotência Sexual?

Cigarro Causa Impotência Sexual. A disfunção erétil é umas das condições mais temidas pelos homens, uma vez que muitos relacionam uma ereção potente à virilidade e masculinidade. Associada a diversas causas físicas ou psicológicas, a DE, como é conhecida, pode estar diretamente relacionada ao hábito de fumar.

Continue a leitura deste artigo e entenda porque o uso contínuo do cigarro pode causar quadros de impotência sexual.

A Disfunção Erétil

Também chamada de impotência sexual, a disfunção erétil é caracterizada pela dificuldade recorrente de ter ou manter uma ereção peniana rígida o suficiente para a penetração durante a prática sexual.

Mais presente em homens com mais de 40 anos, a condição pode se tornar um grande problema dentro de um relacionamento, gerando crises emocionais, estresse e ansiedade. Por mais que afete pacientes com mais idade, nada impede que um jovem desenvolva a condição.

Principais Causas da Disfunção Erétil

Quadros de disfunção erétil podem ser desencadeados por causas emocionais como estresse, ansiedade e depressão, ou por causas físicas como o processo natural de envelhecimento, diabetes, hipertensão, deficiências hormonais, doenças neurológicas e crônicas.

Alguns hábitos também podem contribuir para que o homem tenha sua capacidade de ereção comprometida, como é o caso do abuso de substâncias ilícitas e do tabagismo.

Por que o Cigarro Causa Impotência Sexual?

Apesar de ser considerado uma droga lícita, o uso dos cigarros traz diversos prejuízos à saúde. Seu uso contínuo tende a favorecer o depósito de substâncias como a gordura no interior dos vasos sanguíneos. Com este acúmulo, há uma restrição do fluxo sanguíneo, impedindo que o sangue chegue com a força necessária que uma ereção precisa para ocorrer.

Outros estudos indicam que a nicotina presente nos cigarros pode ser capaz de alterar o sistema vascular do paciente, interferindo na válvula que regula a saída do sangue da região peniana. Com isso, o sangue que deveria ser retido no órgão reprodutor masculino passa a escapar, resultando uma ereção de curta duração.

Além disso, a inalação do monóxido de carbono e outras substâncias presentes no cigarro podem aumentar a frequência cardíaca e pressão sanguínea de uma pessoa, sobrecarregando seu sistema circulatório e necessitando de esforço extra do coração. Quando ocorre essa sobrecarga, é possível que o envio de oxigênio e sangue sejam insuficientes em algumas partes do corpo, incluindo o pênis. Desta forma, a ereção tende a não ocorrer da maneira esperada.

A Ereção

A ereção, também chamada de aumento, endurecimento e elevação do pênis, é resultado de algum estímulo visual, físico ou mental que desperta uma série de eventos em nosso cérebro.

Com os sinais cerebrais gerados, os impulsos nervosos chegam às células musculares lisas do pênis, causando relaxamento e permitindo que o sangue encha os corpos cavernosos, ocasionando um alongamento da região.

Este súbito aporte de volume sanguíneo no pênis provoca aumento da pressão neste compartimento, comprimindo as veias penianas de drenagem, aumentando o pênis até a ereção completa. A rigidez se sustenta até a chegada da ejaculação. Quando algo atrapalha esses processos, o homem acaba tendo uma flacidez antecipada do pênis, que quando ocorre com frequência recebe o nome de disfunção erétil.

O Tratamento

Por ter um amplo impacto na saúde emocional do paciente, a condição pode e deve ser tratada da melhor forma possível. Por isso, consultar seu médico urologista frequentemente e manter um estilo de vida saudável podem ajudar a recuperar a autoestima e confiança.

O tratamento da condição pode variar de acordo com sua causa e histórico médico do paciente. Converse com seu médico e saiba mais sobre a DE.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

O Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

Informações Relevantes, Compartilhe:
Agende uma Consulta