Carregando...Diagnóstico da Disfunção Erétil

Diagnóstico da Disfunção Erétil – Quais São os Exames?

Diagnóstico da Disfunção Erétil. Um dos maiores medos de um homem é não conseguir satisfazer sua parceira na cama. Ter dificuldade eventual para conseguir ou manter uma ereção pode ser considerado como normal, uma vez que o desempenho erétil pode ser influenciado por múltiplos fatores (comprometimento psicológico, relaxamento social, condições físicas…).

No entanto, quando a falha é recorrente, pode ser chamada de disfunção erétil ou impotência sexual. Para confirmar esse distúrbio, é preciso visitar um médico urologista especialista para então receber um diagnóstico positivo ou negativo. Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre como se dá a descoberta da DE e quais os exames mais indicados para identificá-la.

Diagnóstico da Disfunção Erétil

Disfunção Erétil – Saiba Mais

Conhecida também com impotência sexual, a disfunção erétil nada mais é do que a dificuldade ou a incapacidade de manter uma ereção rígida o suficiente para a penetração. Cerca de 50% dos homens acima dos 40 anos podem apresentar algum grau de disfunção erétil, uma vez que quanto mais avançada for sua idade, maior a probabilidade de apresentar o problema.

Essa incapacidade esporádica de alcançar uma ereção pode derivar de fatores como o consumo excessivo de álcool, fadiga extrema ou estresse severo. Já a disfunção erétil persistente, muitas vezes pode ser o primeiro sinal de condições de alteradas da saúde, sendo assim, deve ser investigada por seu médico urologista de confiança.

Como Diagnosticar a Disfunção Erétil

O diagnóstico desta condição envolve uma avaliação dos sintomas sexuais, clínicos e também psicológicos. Para avaliar se você se encaixa nos critérios diagnósticos de disfunção erétil o seu médico fará perguntas relacionadas aos possíveis fatores de risco além de avaliar o histórico sexual da qualidade, frequência e duração das suas ereções, pode também ser necessária a investigação complementar com exames específicos.

Como é a Avaliação Médica para DE

A avaliação médica para determinar um diagnóstico de DE consiste em uma avaliação clínica completa. A fim de entender todos os sintomas citados pelo paciente. Além disso, também são realizados exames físicos detalhados. Eles ajudam a identificar fatores de risco e possíveis causas para o problema de ereção. Exemplos dessas condições são alterações de genitais, problemas neurológicos, hormonais ou circulatórios.

Uma outra avaliação, dessa vez psicológica, também será útil para definir um diagnóstico. Ela pode apontar sintomas de depressão e ansiedade que também são fatores de gatilho para a condição.

Exames que Auxiliam no Diagnóstico

Alguns exames laboratoriais como dosagem de colesterol, glicemia, testosterona ou outros hormônios podem ser pedidos. No entanto, em algumas situações, poderão ser necessários exames mais detalhados e específicos, como:

  • Ultrassom Doppler Peniano – Fornece informações sobre os vasos sanguíneos;
  • Teste de ereção fármaco-induzido – Avalia a resposta de ereção induzida por medicamentos administrados no pênis.

Após todos os testes necessários solicitados pelo seu médico de confiança serem realizados, é possível definir um diagnóstico negativo ou positivo para a disfunção erétil. A partir daí, algumas opções de tratamento poder ser apresentadas a você de acordo com suas necessidades. Não tenha vergonha da DE, ela pode ser curada e você pode retomar sua qualidade de vida sexual por completo. Busque ajuda médica!

Referência: U.S. Department of Health and Human Services

O Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

Informações Relevantes, Compartilhe:
Agende uma Consulta