Carregando...Implante de Prótese Peniana

Implante de Prótese Peniana: Saiba Mais

Informações Relevantes, Compartilhe:

A cirurgia de implante de prótese peniana sofreu grande evolução nas últimas 3 décadas, e hoje representa forma segura e eficiente no tratamento definitivo da DSE (disfunção sexual erétil). Esses implantes promovem ereções com a rigidez adequada para a prática sexual, influenciando positivamente na autoestima e na libido dos pacientes.

Continue a leitura deste artigo para saber mais sobre as funções, indicações e riscos de colocar uma prótese peniana.

Prótese Peniana – O Que É?

A prótese ou implante peniano é um dispositivo colocado no interior do pênis, mais precisamente dentro dos corpos cavernosos, com o intuito de reproduzir uma ereção em casos de disfunção erétil grave.

Realizada por meio cirúrgico, a colocação de uma prótese pode trazer vantagens como a de ser um tratamento definitivo para o problema de ereção. Atualmente, o procedimento é uma opção muito indicada também para homens que passam a apresentar disfunção erétil após a remoção da próstata por câncer.

Prótese Peniana – Tipos

A opção por prótese não é novidade. No entanto, uma vez que este não é um assunto frequente nas conversas de mesa de jantar, muitos pacientes não estão cientes das opções que podem ter.

Por exemplo, a maioria dos homens que sofrem de disfunção erétil crônica grave podem se beneficiar de um implante de prótese peniana. Existem dois tipos principais de implantes, sendo eles:

    • Implante Maleável – Instalado cirurgicamente, este implante consiste em duas hastes maleáveis ​​(ou flexíveis). Com isso, um homem simplesmente levanta ou ajusta o pênis na posição erecta para iniciar o sexo. Embora seja o implante mais simples e mais barato, proporciona um estado de ereção permanente, o que pode gerar situações de incômodo social.
    • Implante Inflável – Trata-se da evolução dos implantes maleáveis, exige técnica cirúrgica mais refinada e complexa. Os cilindros implantados nos corpos cavernosos são inflados pelo paciente no momento em que desejar a ereção. É uma opção muito mais discreta para rotina diária (por retornar ao estado de flacidez quando desarmada) e promove uma ereção bastante similar a ereção natural (já que o enchimento dos cilindros distende totalmente os corpos cavernosos, projetando e engrossando o corpo peniano).

Este tipo de tratamento só é recomendado para pacientes que não conseguiram obter resultados satisfatórios com o uso de medicamentos ou outro tipo de tratamento, uma vez que esse tipo de procedimento cirúrgico é irreversível.

Cirurgia de Implante da Prótese Peniana

Em geral, este procedimento cirúrgico dura cerca de 90 minutos. Deve ser realizado por um urologista treinado, em ambiente hospitalar. O período de internação médio é de 1 dia.

Sua recuperação é relativamente demorada, tendo em vista que pode demorar até 6 semanas para que o homem possa voltar a ter contato íntimo, porém com algumas ressalvas feitas por seu médico. Alguns cuidados devem ser tomados durante esse período, incluindo:

  • Manter o pênis virado para cima a fim de evitar uma cicatrização com ele dobrado para baixo;
  • Evitar a prática de exercícios físicos intensos durante os dois primeiros meses;
  • Realizar a higienização adequada da região íntima conforme as instruções passadas pelo seu médico.

Os cuidados podem variar de acordo com o tipo de prótese ou cirurgia. Siga os passos indicados pelo seu médico a fim de evitar problemas futuros. Nesta página, você pode esclarecer suas dúvidas a respeito do procedimento.

Vida Sexual Pós-Prótese

A experiência com a prótese peniana durante a relação pode variar de homem para homem. A sensibilidade do órgão permanece intacta. Ou seja, o homem continua sendo capaz de ejacular mesmo que o estímulo natural de ereção desapareça por completo. Contudo, sempre é necessário o uso da prótese para atingir uma ereção.

Prótese Peniana – Riscos

Apesar de ser uma operação muito utilizada ainda pode ter algum risco como em todos os procedimentos cirúrgicos, sendo eles:

  • Rejeição da prótese;
  • Infecções;
  • Adesão da prótese nos tecidos internos do pênis.

É imprescindível que o paciente fique atento a sintomas que possam indicar tais complicações. Estes incluem dor intensa, vermelhidão, inchaço e até mesmo saída de pus pelo pênis. Caso alguma anormalidade seja constatada é recomendado procurar o médico responsável imediatamente. Ele dará seguimento às providências necessárias o mais rápido possível, garantindo ao paciente o tratamento adequado. Existem muitos tratamentos para homens com disfunção erétil ou outros problemas de desempenho sexual. Encontre o caminho certo junto com seu urologista.

Referência: Penile Prosthesis – University of Virginia

Artigo publicado em 17 de fevereiro de 2019 e atualizado em 30 de agosto de 2019

Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:


Informações Relevantes, Compartilhe:
Agende uma Consulta