Carregando...Pênis Curvo Congênito

Pênis Curvo Congênito – Quando é Preciso Operar?

Pênis Curvo Congênito. Apesar de ser raro, alguns homens podem nascer com uma condição específica chamada curvatura peniana congênita que pode se tornar mais evidente durante o período da adolescência.

Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre o pênis curvo congênito e quando é preciso operar.

O Pênis Curvo Congênito

Presente na vida de apenas 3% da população masculina, o pênis curvo congênito é uma alteração do eixo peniano que apesar de estar presente desde o nascimento se evidencia mais claramente durante a puberdade.

A curvatura é o achado característico, sendo considerada patológica quando maior do que o valor de 45º. Ao contrário do que ocorre com pacientes diagnosticados com a doença de Peyronie, homens com pênis curvo congênito não sentem dores durante o dia-a-dia ou durante o ato sexual.

O Que Causa

A única causa que pode ser ligada ao pênis curvo congênito é uma alteração genética, que tem como manifestação certa assimetria dos corpos cavernosos. Com isso, os tecidos da região também podem ser afetados.

A diferença de tamanho entre os corpos cavernosos causa nos tecidos que recobrem o pênis uma grande diferença de comprimento e elasticidade, o que contribui para que haja uma curvatura para cima, para baixo ou para os lados.

Os Sintomas

Apesar de não sentirem dores no dia-a-dia, homens com pênis curvo congênito podem desenvolver alguns sintomas físicos e psicológicos, como:

  • Curvatura do pênis quando ereto;
  • Repuxo de pele;
  • Dificuldade e desconforto na relação sexual;
  • Perda da autoestima;
  • Ansiedade e vergonha durante o relacionamento.

Quando é Preciso Operar

Nem sempre um paciente com pênis curvo congênito precisará passar por procedimentos cirúrgicos para melhorar a angulação do pênis. A cirurgia só é recomendada caso haja um ou mais problemas associados a essa condição, como por exemplo:

  • Dificuldade ou impossibilidade de penetração;
  • Dor ou desconforto para a(o) parceira(o) sexual;
  • Restrições de movimentos ou posições sexuais;
  • Desenvolvimento de fibrose do lado contrário à curvatura;
  • Disfunção sexual psicológica, resultante do medo, vergonha e perda da autoconfiança.

Técnicas Utilizadas

Existem três técnicas capazes de melhorar o pênis curvo congênito após a condição ser diagnosticada por um médico urologista. Cada uma delas pode tratar a curvatura de acordo com seu tipo e grau, acompanhe.

Técnica Stage

Esse tipo de abordagem é a mais utilizada pelos médicos. Nele, pequenas incisões são realizadas no pênis para corrigir a curvatura. Em poucos casos, o paciente perde parte do tamanho na ereção peniana, mas na maioria das vezes, o comprimento é preservado.

Técnica de Nesbit

Considerado como um tratamento clássico, esse método objetiva corrigir a curvatura gerando a mesma angulação para o outro lado do desvio natural, com pontos em plicatura. A maior crítica é o encurtamento do pênis no resultado pós operatório.

Técnica Enxertia

A técnica enxertia é voltada para casos de curvaturas mais acentuadas onde o paciente possui certa preocupação com o tamanho do membro. O procedimento é realizado com a manipulação do lado onde se encontra a área de retração do corpo cavernoso que determina a curvatura, para que um enxerto seja acoplado a fim de deixar o pênis retificado.

Se você identificou alguma tortuosidade no seu pênis que não causa dor, desconforto ou outros problemas para a sua vida, e ainda assim te gera dúvidas, procure um médico urologista de sua confiança.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

O Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

Informações Relevantes, Compartilhe:
Agende uma Consulta