Carregando...Curvatura Peniana

Curvatura Peniana – Doença de Peyronie

A curvatura peniana é, muitas vezes, motivo de dúvida entre a população masculina. Apesar de existirem pênis com diferentes conformações, as pessoas se prendem a um estereótipo de que o membro precisa ter algum tamanho, curvatura, espessura e coloração específicas.

No entanto, essas variações só devem ser motivo de preocupação quando afetam diretamente o desempenho sexual do homem. A doença de Peyronie, por exemplo, é uma causa comum de deformidade peniana e é encontrada em 3,0 a 9,0% da população masculina sexualmente ativa. Por muitas vezes impossibilitar a relação sexual, a condição precisa ser tratada. Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre a curvatura peniana.

Doença de Peyronie

Conhecida popularmente como desvio peniano ou curvatura peniana, o Peyronie é uma doença caracterizada pelo surgimento de uma placa pouco elástica e fibrosa que se forma no revestimento dos corpos cavernosos do pênis (túnica albugínea) impossibilitando que ele fique com seu eixo retificado.

A curvatura causada pela condição é geralmente observada para o lado contralateral onde se localizam as placas fibrosas, principalmente durante a ereção do pênis. Algumas placas podem ainda envolver a circunferência dos corpos cavernosos, provocando um acinturamento do pênis quando ereto, conhecida como “deformidade em ampulheta”.

O Que Causa A Curvatura Peniana

Apesar de não se saber ao certo quais são as causas exatas para que um homem venha a desenvolver a curvatura peniana, muitos pesquisadores acreditam na associação de múltiplos fatores, como:

  • Lesões ou pequenos traumas – podem ser responsáveis pelo surgimento de pequenas placas fibróticas cicatriciais causadas por acidentes ou cirurgias ou ainda pelos traumas ou microtraumas que ocorrem durante a relação sexual.
  • Dano oxidativo – doenças como a diabetes e maus hábitos de vida como o tabagismo podem vir a provocar uma formação de radicais livres de oxigênio na região do pênis, lesionando o tecido e contribuindo para o surgimento de placas de fibrose e consequentemente na curvatura peniana.

Quando Se Preocupar com a Curvatura Peniana

O paciente deve buscar ajuda de um médico urologista ao perceber que a curvatura dificulta ou impossibilita a relação sexual. Também é recomendado agendar uma consulta em casos de dor peniana, leve ou intensa e quadros de disfunção erétil ou impotência.

Estima-se que em aproximadamente 20% dos casos de Peyronie, as placas fibróticas desaparecem espontaneamente. Já nos outros 80%, as placas podem determinar deformidades permanentes. O diagnóstico da condição é realizado por meio de exame clínico, aplicação de injeções para uma ereção fármaco induzida, ultrassom Doppler peniano, e eventualmente tomografias e ressonância da região genital.

Caso o diagnóstico seja positivo para a condição, seu médico lhe fornecerá todas as informações para que juntos possam escolher o melhor método de tratamento.

Como Tratar a Curvatura Peniana

Existem diferentes métodos de terapêutica que podem ajudar em casos de curvatura peniana, entre eles podemos citar:

  • Medicamentos orais;
  • Terapia intralesional;
  • Procedimentos cirúrgicos;
  • Implante de prótese peniana.

Essas são algumas das opções para quem deseja corrigir a curvatura peniana. A escolha do método deve ser feita junto a seu médico de confiança ponderando os prós e contras de cada um deles.

Lembre-se, pênis torto nem sempre é sinal de doença de Peyronie. No entanto, é preciso manter a sua saúde sexual e ao menor sinal de incômodo durante a ereção ou relação íntima, procurar um urologista.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

Artigo Publicado em: 17 de fevereiro de 2019 e Atualizado em: 25 de março de 2022

O Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

Informações Relevantes, Compartilhe:
Agende uma Consulta