Carregando...Principais Doenças que Afetam o Pênis

Quais as Principais Doenças que Afetam o Pênis?

Doenças que Afetam o Pênis. Assim como em qualquer outra parte do corpo humano, o pênis também pode desenvolver doenças de cunho infeccioso, traumático, hereditário, inflamatório, congênito e até mesmo tumoral.

Muitas delas, se não tratadas, podem evoluir para complicações que colocam em risco funções habituais como a micção e a atividade sexual. Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre as principais doenças que afetam o pênis.

O Pênis

O pênis é um dos órgãos mais importantes do sistema reprodutor masculino e sempre foi tido como um parâmetro de masculinidade e virilidade. Seu tamanho, formato e aparência podem ser motivo de orgulho para o homem.

Sua estrutura é composta por tecidos eréteis, músculos, ligamentos e pele. Todos eles contribuem para que o órgão se estique quando estimulado. Anatomicamente, é composto por três partes: raiz, corpo e glande. Qualquer uma dessas estruturas pode ser atingida por alguma doença.

Principais Doenças que Afetam o Pênis

O pênis pode ser acometido por diversas doenças que provocam alterações em sua estrutura ou funcionalidade. Veja a seguir as principais condições que afetam este órgão reprodutor masculino.

Fimose

A condição, geralmente encontrada em crianças recém nascidas, também pode estar presente na vida de homens adultos. A fimose é definida pela dificuldade ou mesmo impossibilidade de se retrair o prepúcio completamente, nesta última condição deixando a glande do pênis escondida.

A condição pode causar o estrangulamento da extermidade do pênis durante a ereção, provocando desconforto durante a masturbação e o coito. Pode ainda dificultar a higiene adequada do local. O problema pode ser resolvido por meio do procedimento de circuncisão, onde o excesso de pele do prepúcio é retirado, deixando a glande exposta.

Doença de Peyronie

Estima-se que um a cada dez homens desenvolvem a condição. A doença de Peyronie é descrita como uma curvatura peniana adquirida que se manifesta em homens com mais de 40 anos. Originada pelo aparecimento de placas fibrosas no tecido conjuntivo do pênis, um dos seus principais sintomas é a dor durante uma ereção.

O não tratamento da condição pode levar a curvatura a estágios críticos e também ao desenvolvimento da disfunção erétil pelo comprometimento do mecanismo de veno-oclusão durante a ereção.

Balanopostite

Causada habitualmente por fungos, a balanopostite acomete a região interna do prepúcio e a glande. Essa inflamação é conhecida por causar dores, vermelhidão e edema (inchaço) no pênis.

Além do desconforto no local a doença pode causar obstrução ou diminuição do calibre da uretra.

Prostatite

Como o próprio nome já diz, a prostatite é uma condição que acomete a região da próstata. As bactérias que invadem o sistema urinário atingem a glândula prostática ocasionando sua inflamação.

Dor abaixo do umbigo, entre os testículos e ânus, ao urinar ou ejacular, febre, e presença de sangue na urina podem ser alguns dos sinais da condição. A prostatite geralmente ocorre após uma infecção urinária não tratada adequadamente.

Câncer de Pênis

Tumores na região do pênis são mais comuns quando o órgão não é circuncidado. O principal sinal deste tipo de câncer é o aparecimento de feridas avermelhadas e indolores na base da glande.

Quanto mais precoce o diagnóstico, melhor são as chances de preservar o tecido peniano durante o tratamento da condição.

Estenose Uretral

Por apresentarem o canal da uretra mais longo, os homens são os principais acometidos pela estenose uretral, condição que consiste no estreitamento da uretra causado por lesões ou traumas, cicatrizados de forma a obterem excesso de tecido fibroso.

Ardência ao urinar, gotejamento, jato duplo ou fino e vontade de urinar durante a noite são os principais indicativos da condição.

Como Tratar Doenças no Pênis

As doenças no pênis devem ser identificadas por um médico urologista de sua confiança. Ele estabelecerá o diagnóstico adequado para seu caso, tendo em vista as particularidades de cada condição.

Após análise, um plano individual de tratamento será traçado para cada caso. Check-ups frequentes e atenção aos sintomas listados acima podem garantir um melhor prognóstico. Em caso de dúvidas, busque ajuda de seu médico urologista.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

O Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

Informações Relevantes, Compartilhe:
Agende uma Consulta