Carregando...Exercícios Físicos no Tratamento do Câncer de Próstata

Exercícios Físicos no Tratamento do Câncer de Próstata

Exercícios Físicos no Tratamento do Câncer de Próstata. O câncer de próstata é o segundo tipo de tumor mais comum no Brasil em homens acima dos cinquenta anos, ficando atrás apenas do câncer de pele.

Na maioria dos casos, o tratamento sugerido para a condição pode variar de sessões de radioterapia à cirurgia de retirada da próstata (prostatectomia). Diferente do que se imaginava a tempos atrás, a prática de atividades físicas durante o tempo de recuperação pode ser fundamental para a eficácia do tratamento. Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre o assunto.

Câncer de Próstata

Ocorre quando há o desenvolvimento de um tumor maligno na região da próstata, uma glândula do sistema reprodutor masculino localizada internamente logo abaixo da bexiga. É muito conhecida por ser responsável pela produção e pelo armazenamento de uma parte do fluido seminal.

Assim como em diversas condições, o câncer de próstata também possui alguns fatores de risco, que fazem com que a pessoa esteja mais propensa do que outras a desenvolver a doença. Veja a seguir:

  • Histórico familiar;
  • Idade avançada;
  • Raça negra;
  • Tabagismo;
  • Sobrepeso e obesidade;
  • Alimentação diária rica em gordura.

Como Diagnosticar

O diagnóstico do câncer de próstata é feito por meio de exames físicos e laboratoriais, como o exame de toque e a dosagem de PSA, respectivamente. Um médico urologista de sua confiança poderá identificar a presença de nódulos, aumento da glândula ou alterações nos níveis de PSA.

Após confirmado o diagnóstico, a melhor forma de tratamento para o seu caso será discutida com base no seu histórico médico, idade e comorbidades. O Câncer de Próstata costuma apresentar relatos de cura, principalmente em casos de descoberta precoce.

Atividades Físicas no Tratamento Oncológico

Antigamente, pacientes oncológicos, com doenças crônicas ou diabetes eram aconselhados a se manterem em repouso e diminuírem as atividades físicas durante o tratamento da condição. No entanto, essa orientação só é válida se a prática de exercícios provocar dor ou quadros de falta de ar no paciente que já tenha um histórico médico de doença cardíaca.

Recentemente foi descoberto que a prática de atividades físicas não só é segura para o paciente oncológico como também pode auxiliar na eficácia do tratamento e na melhora da sua qualidade de vida. Já o repouso em excesso, como era orientado, pode acarretar na perda funcional, atrofia muscular e também reduzir a amplitude de movimentos do paciente.

Benefícios da Prática de Atividades Físicas

Existem alguns benefícios na prática regular de exercícios físicos durante o tratamento oncológico, entre elas podemos citar:

  • Melhora do equilíbrio;
  • Manter a capacidade física;
  • Evita quadros de atrofia muscular;
  • Diminui o risco de osteoporose;
  • Melhora a circulação sanguínea;
  • Evita a fadiga;
  • Diminui o risco de quadros de ansiedade e depressão;
  • Ajuda na independência;
  • Melhora a qualidade de vida.

Exercícios Físicos no Tratamento do Câncer de Próstata

Além de prevenir o quadro de câncer de próstata, a prática de atividades físicas pelo menos três horas na semana por homens diagnosticados com a condição pode ajudar na melhora da qualidade de vida no período de tratamento e de recuperação pós-cirúrgica.

O tratamento do câncer pode causar diversos efeitos nocivos ao organismo. Um exemplo disso é a terapia hormonal que pode acarretar em quadros de osteoporose e perda de massa muscular. Tratar a condição juntamente com a prática de exercícios pode amenizar este tipo de sequela.

Exercício de Kegel

Um dos exercícios mais recomendados para pacientes que estão enfrentando o câncer na região da próstata é o chamado exercício de Kegel. Essa prática ajuda a fortalecer o assoalho pélvico e previne condições como a incontinência urinária, condição muito presente em pacientes que realizaram o procedimento de prostatectomia.

Para realizá-lo, basta contrair o assoalho pélvico (músculos que vão do osso púbico – na frente da virilha – até o cóccix) por 10 segundos, descansando por mais 10 segundos. Repita o processo cerca de cinco vezes. Em caso de dúvidas, busque seu médico urologista de confiança e saiba mais sobre todos os processos que envolvem o diagnóstico e tratamento do câncer de próstata.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

O Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

Informações Relevantes, Compartilhe:
Agende uma Consulta