Carregando...Pouco Esperma

Pouco Esperma – O que Causa Diminuição do Líquido Seminal?

Pouco Esperma? Muitos homens possuem dúvidas em relação à ejaculação. No entanto, por medo ou vergonha de conversar sobre o assunto, acabam tirando suas próprias conclusões, que muitas vezes não condizem com a realidade.

O principal questionamento que envolve essa ação natural do organismo é em relação ao seu volume. Será que estou ejaculando pouco? A quantidade de esperma também diminui? Isso afeta a minha fertilidade? Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre o que causa a diminuição do líquido seminal.

O Sêmen

O sêmen, ou esperma, é uma secreção natural de cor esbranquiçada ou amarelada produzida pelo organismo masculino para transportar os espermatozoides até seu destino final, o óvulo, quando falamos de fecundação.

Essa substância viscosa é composta por diversas secreções que se misturam no momento da ejaculação, sendo elas:

  • Líquidos e espermatozoides produzidos pelos testículos e conduzidos pelos canais deferentes;
  • Fluidos seminais, produzidos nas vesículas seminais;
  • Secreção prostática, produzida na próstata.

Além disso, podem ser incorporadas pequenas quantidades de líquidos produzidos pelas glândulas mucosas da uretra, como as bulbouretrais.

A Ejaculação

Muito confundida com o orgasmo, a ejaculação nada mais é do que o ato de descarga do sêmen, normalmente transportando os espermatozoides até a saída do trato reprodutivo masculino, etapa final decorrente de um estímulo sexual que leve o homem a estado de excitação e ereção peniana.

Volume do Sêmen

Geralmente, o sêmen liberado durante a ejaculação possui um volume aproximado de 2 a 5 ml. Ao todo, estima-se que haja mais de 40 milhões de espermatozoides em cada ejaculação saudável.

Existem alguns fatos muito comuns que podem alterar o volume do esperma, sendo eles:

  • Idade avançada;
  • Desidratação;
  • Má alimentação;
  • Abuso de álcool e tabaco;
  • Aumento da próstata;
  • Alta concentração de sódio no organismo;
  • Uso de alguns medicamentos.

Se você não se enquadrou em nenhum dos fatores citados acima e mesmo assim acha que seu volume seminal está abaixo do normal, consulte seu médico urologista de confiança. Outros fatores que também podem influenciar na alteração da quantidade de sêmen, são:

  • Desordens obstrutivas na região genital;
  • Cirurgia testicular;
  • Infecções sexualmente transmissíveis;
  • Toxicidade testicular;
  • Síndromes genéticas (como Síndrome de Klinefelter).

Pouco Esperma ou outros Problemas no Sêmen

Existem alguns aspectos demonstrados pelo sêmen que podem ajudar a identificar possíveis problemas na saúde de um homem. Normalmente, a mudança de odor, cor e volume podem ser fortes indícios de que exista alguma anormalidade no organismo.

Em geral, um sêmen considerado saudável possui um aspecto viscoso e esbranquiçado que tende a se tornar mais líquido depois da ejaculação. Em casos onde o homem esteja sem ejacular a alguns dias, essa cor pode ficar mais amarelada.

Caso haja mais de uma ejaculação em curtos períodos de tempo, tanto o volume quanto a cor do esperma podem sofrer alterações, ficando transparente e apresentando pouca quantidade de líquido.

Ao notar alguma alteração significativa no seu sêmen ou dificuldade de fertilização, busque ajuda, converse com seu médico urologista e explique as mudanças observadas. Caso seja necessário, ele pedirá um exame de espermograma para verificar a composição do sêmen e as condições de fertilidade dos espermatozoides.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:

O Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

Informações Relevantes, Compartilhe:
Agende uma Consulta