Carregando...Sintomas da Baixa Testosterona

Sintomas da Baixa Testosterona

Sintomas da Baixa Testosterona. Você já ouviu falar de baixa testosterona? Muitos homens experimentam essa condição especialmente à medida que envelhecem. A falta dessa substância no organismo pode provocar alterações nas massas muscular e óssea, além de diminuir o desejo sexual do homem.

Para saber sobre os efeitos da falta desse hormônio no organismo, continue a leitura deste artigo.

Sintomas da Baixa Testosterona

O Que É Testosterona?

A testosterona é considerada o principal hormônio masculino responsável por afetar diretamente as características físicas e sexuais do indivíduo.

É natural que com o passar do tempo haja um declínio na produção desse hormônio sexual masculino circulante na corrente sanguínea. Cerca de 2 a cada 10 homens com mais de 60 anos de idade têm baixo nível de testosterona. Esse número aumenta em torno dos 70 e 80 anos. Saiba mais sobre a Deficiência Androgênica do Envelhecimento Masculino (DAEM).

Sintomas da Queda de Testosterona

Quando diminuído mais do que o habitual, os níveis da testosterona podem causar muitos efeitos negativos na vida do homem. Podem ser considerados “anormais” níveis abaixo de 300 nanogramas por decilitro.

A falta do hormônio costuma afetar principalmente o metabolismo, causando um certo desequilíbrio. Apesar de ser muito associado a diminuição de libido, não é apenas esse fator que a baixa testosterona é capaz de causar no corpo masculino. Veja a seguir outros sintomas provenientes dessa condição:

  • Diminuição de energia;
  • Diminuição do desejo sexual;
  • Disfunção erétil;
  • Perda de massa muscular;
  • Tolerância ao exercício reduzida (fadiga);
  • Mudança na acuidade mental ou função cognitiva;
  • Irritabilidade, mudança de humor e/ou depressão;
  • Anemia leve (deficiência de ferro);
  • Osteoporose (ossos frágeis).

Se os níveis de testosterona de um homem forem especialmente baixos em comparação com o estrogênio, ou se houver excesso de atividade de estrogênio em relação à testosterona, podem desenvolver-se seios maiores, uma condição chamada Ginecomastia.

Diagnóstico e Terapias para a Baixa Testosterona

Após perceber os sintomas listados acima, você deverá procurar um médico especializado que solicitará um exame de sangue conhecido como teste sérico de testosterona, que visa determinar o nível do hormônio circulante no organismo.

Se a testosterona baixa tiver sido diagnosticada com base em seus sintomas e resultados de um exame físico e exame de sangue, seu urologista irá discutir a terapia de reposição de testosterona (TRT).

Em geral, a terapia de reposição hormonal é segura sob a supervisão de um médico. Uma vez que a terapia de reposição de testosterona pode estimular o crescimento da próstata, os homens que foram diagnosticados com câncer de próstata ou que estão em maior risco de desenvolver câncer de próstata devem ser avaliados minuciosamente por um urologista, para determinar se a TRT é recomendada. Antes de iniciar a TRT, seu urologista pode realizar um exame de próstata e solicitar um teste de PSA para garantir que você não esteja em risco de desenvolver o câncer de próstata.

Todo homem reage de forma diferente à terapia de reposição de testosterona. E o gerenciamento e melhora dos sintomas também variam. Seu urologista acompanhará seu caso com atenção. Dessa forma, é possível monitorar os benefícios em relação aos efeitos colaterais e riscos da TRT para garantir sua boa saúde geral.

Referência: Healthline

Artigo Publicado em: 17 de fevereiro de 2019 e Atualizado em: 20 de dezembro de 2019

O Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

Informações Relevantes, Compartilhe:
Agende uma Consulta