Carregando...Anejaculação

Anejaculação – Saiba Mais sobre a Incapacidade de Ejacular

Anejaculação – Saiba Mais sobre a Incapacidade de Ejacular. O ponto alto da atividade sexual de um homem é a combinação entre o orgasmo e a ejaculação. Essa interação acaba projetando uma sensação de prazer que pode ser percebida pelo córtex encefálico, uma vez que o orgasmo é uma atividade cerebral. Já a ejaculação ocorre na própria região genital e é dividida em duas etapas, emissão e ejaculação.

Apesar de serem associados um com o outro, esses fenômenos não precisam acontecer simultaneamente, dando origem a chamada “ejaculação sem prazer” (expulsão do sêmen sem a sensação de prazer) e ao orgasmo seco (prazer na ausência da eliminação do sêmen) conhecido também como anejaculação. Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre as causas, consequências e tratamentos para essa disfunção ejaculatória.

Anejaculação – O Que É?

A anejaculação é um tipo de disfunção ejaculatória, na qual o homem nota a ausência do sêmen na ejaculação durante suas relações sexuais. Apesar de não ser capaz de expelir o líquido com esperma, o desejo, excitação, ereção e o prazer do orgasmo são todos preservados.

A falta da ejaculação pode ser associada a anormalidades na produção e estocagem do sêmen, líquido corporal esbranquiçado com o objetivo de levar os espermatozoides para a fecundação, bem como em algum outro ponto que age no processo de expulsão.

Anejaculação – Causas e Consequências

Essa disfunção ejaculatória pode ser classificada como psicológica, e em casos onde o homem nunca ejaculou, pode ser resultado de uma causa orgânica. Apesar de raro, anomalias congênitas, como ausência de vesículas seminais ou glândula prostática também podem ser responsáveis pelo desenvolvimento da condição. Outras causas podem ser:

  • Diabetes;
  • Lesões pélvicas ou na medula espinhal;
  • Uso de medicamentos como antidepressivos ou aqueles para controle de distúrbios urinários;
  • Infecções em geral;
  • Remoção de linfonodos em casos de tratamento contra o câncer testicular;
  • Cirurgias pélvicas que envolvam regiões como próstata e bexiga.

Algumas dessas situações podem provocar o surgimento de lesões neurológicas de formas distintas, que posteriormente podem ocasionar a interrupção das vias nervosas que estimulam a ocorrência das fases de emissão e ejaculação.

Apesar de não desencadear problemas no organismo, a anejaculação pode afetar a fertilidade do homem e o psicológico do casal, uma vez que a falta de ejaculação pode passar uma sensação de algo inacabado ou insatisfatório.

Anejaculação – Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico dessa condição é realizado através de exames solicitados por um urologista de confiança. Após ter uma avaliação completa relatando as causas para tal disfunção, o melhor tratamento para o seu quadro será prescrito. Não existe um tratamento considerado como padrão para esse tipo de disfunção ejaculatória, já que a mesma pode ter diversos fatores desencadeadores.

Em alguns casos, por exemplo, a utilização de medicamentos específicos poderá ser suficiente para a controlar a anejaculação. Já em outros, um tipo de tratamento mais complexo poderá ser realizado, contando com o apoio de urologistas, psicólogos, além de médicos especializados em alguma doença específica, como um endocrinologista em casos envolvendo diabetes.

Referência: Sexual Health Australia

O Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

Informações Relevantes, Compartilhe:
Agende uma Consulta