Carregando...Disfunção Erétil Depois dos 40

Disfunção Erétil Depois dos 40 – Sintomas, Causas e Tratamento

Disfunção Erétil Depois dos 40. A disfunção erétil atinge aproximadamente metade dos homens com mais de 40 anos de idade. Existem diversos fatores capazes de desencadear quadros de disfunção erétil, entre eles podemos citar as causas psicológicas como estresse, ansiedade e depressão, e as causas orgânicas, como pressão alta, diabetes, cardiopatias, problemas vasculares e endócrinos.

Se você notou que a impotência sexual começou a fazer parte do seu relacionamento é imprescindível buscar ajuda médica para melhorar seu quadro e voltar a ter e dar prazer.

Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre a disfunção erétil depois dos 40 anos.

Disfunção Erétil Depois dos 40 – Saiba Mais

O Que é Disfunção Erétil

A disfunção erétil ou impotência sexual é uma condição que afeta a capacidade de manter uma ereção rígida o suficiente para o ato da penetração. Estima-se que ela afete cerca de 1 em cada 10 homens, em algum momento de suas vidas.

A incapacidade esporádica de alcançar ou manter uma ereção devido a fatores como o consumo excessivo de álcool, fadiga extrema ou estresse severo, é comum para a maioria dos homens em algum momento de suas vidas. Já a disfunção erétil persistente, muitas vezes é o sinal de alguma condição de saúde subjacente que deve ser investigada com seu médico.

Disfunção Após os 40 Anos

Quando ocorre após os 40 anos de idade, a impotência pode ter diversos fatores, principalmente se o paciente já experimentou essa disfunção em algum momento da vida. Em sua grande maioria, os casos de disfunção erétil na meia idade estão ligados a fatores emocionais como o estresse provocado por situações profissionais ou pessoais, assim como sobrecargas e ansiedade.

Esse último fator pode ser considerado ainda como o mais complicado, pois pode ocorrer tanto pelo medo de ser impotente quanto o medo de não oferecer a sua parceira o desempenho esperado.

Ao se consultar com seu médico, é provável que ele comece as investigações pelo lado emocional, pois a ereção está diretamente atrelada à excitação cerebral, sendo assim, qualquer problema que desvie sua atenção durante o sexo pode causar a disfunção erétil.

No entanto existem outras causas que podem levar ao quadro. Os chamados fatores orgânicos derivam da alteração do organismo humano. Seja pelo uso de anabolizantes, tabagismo, doenças como diabetes, hipertensão e cardiopatias por exemplo. Nesses casos, o único meio de tratamento é por meio de medicamentos devidamente prescritos pelo seu médico de confiança.

Sintomas da Disfunção Erétil

O principal sintoma é a incapacidade de manter uma ereção. No entanto, os homens podem experimentar outros indícios. Por exemplo: a ejaculação precoce, demora em conseguir uma ereção e rigidez insuficiente para a penetração. Até mesmo baixos níveis de testosterona são indícios de algum problema.

Saiba Mais sobre os Sintomas da Disfunção Sexual Erétil

Tratamentos Para a Disfunção Erétil

Por ter diversas causas, a disfunção erétil pode ter tratamentos variados, podendo ir desde terapias até o uso de medicamentos.

Com o avanço da indústria farmacêutica, as medicações têm se tornado bastante eficazes em casos de disfunção erétil. Muitas delas permitem que o homem retorne a sua vida sexual normalmente.

Entre os medicamentos, estão incluídos aqueles de administração oral, em comprimidos, que facilitam a terapia. Alguns dos medicamentos usados para o tratamento dessa condição, estão:

  • Cialis (tadalafila);
  • Viagra (sildenafila);
  • Levitra (vardenafila);
  • Spedra (avanafil).

Mas o Uso Indevido desses Medicamentos para Disfunção Erétil pode ter Consequências Graves. Assim, o uso destes medicamentos só é aconselhado caso prescrito por seu urologista de confiança. Evite os efeitos adversos, contando com o apoio de um especialista.

Referência: UnityPoint Health

 

O Artigo foi Útil?

Clique em 5 estrelas!

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

Informações Relevantes, Compartilhe:
Agende uma Consulta